ASTROSOFIA

ASTRO-FILOSOFIA - ASTROLOGIA SIMBÓLICA - ASTROLOGIA PITAGÓRICA - A CIÊNCIA DOS CICLOS OU CICLOSOFIA - ASTROLOGIA ESOTÉRICA, COLETIVA & MUNDIAL
"ASTROLOGIA PROFUNDA PARA UM MUNDO MELHOR" - CIÊNCIA & FILOSOFIA NOVAMENTE UNIFICADAS PELA SÍNTESE!"
Eis que vimos a Sua estrela no Oriente e viemos homenageá-lo." Mt 2,2 (sobre os Reis-magos astrólogos)
"Eu (acredito em Astrologia porque) estudei o assunto, e o senhor não." Isaac Newton (a um crítico da Astrologia)

Disse uma sábia, fazendo eco a Newton, que "a Astrologia não é uma questão de crer, mas de conhecer" (Emma C. de Mascheville). E este se revela o único grande problema, ou seja: o de conhecê-la de fato, coisa dificultada ora pela sutileza de seus postulados, ora pelos desvios que sobre ela se acometem a partir disto. Mas nada disto desmente a sua importância histórica, que tem norteado os rumos das civilizações por milênios, sendo mesmo hoje respeitada sábios e presidentes.
APRESENTAÇÃO .....HOME..... INICIAL ..... EDITORA ....... VIDEOS....... GRUPOS......... GLOSSÁRIO

sexta-feira, 4 de junho de 2010

2012: O tempo da Procura acabou *


“Existe um tempo para cada coisa sob o céu.” (Ecl 3,1)

Teremos o direito de pensar que qualquer tempo é momento para fazer qualquer coisa? É claro que não, se não ficarmos atento às coisas, podemos seriamente perder o trem da História.
Agora, Deus é onisciente, e ele sabe perfeitamente o rumo das coisas. Ninguém como ele, alcança ver a árvore na semente e a tempestade na brisa, por isto ele é paciencioso e silente.


Vejamos então a situação que se arma diante de nós –verdadeira tempestade, com certeza.
Esta tempestade está para deflagrar nos próximos anos, se é que já não começou.
Por convenção, mas talvez por bem mais do que isto, acatamos o 2012 como a data de não-retorno para as nossas ações como espécie.
Quer dizer, se até ali não tivermos começado a fazer pender a balança para o lado positivo -ao menos de deter a nossa destruição do meio-ambiente, para então começar a curar a Terra-, então a catástrofe será mesmo inevitável.
Os sinais da iminência do caos são definitivos, tanto que o assunto “fim de mundo” se tornou -finalmente- um senso comum. Mesmo que, para os mais instruídos, se trataria “apenas” do final de um ciclo humano.
Já ninguém duvida que as coisas deverão ficar muito graves, porque os sinais estão cada vez mais fortes nesta direção. A cada ano que passa, mais e mais desequilíbrio se apresenta.

Com tudo isto, queremos dizer que as pessoas mais atentas e “inspiradas”, perceberam para onde a coisas caminhavam já décadas antes.
E que muitas delas, encetaram esforços sérios e decisivos no sentido de buscar o auto-aperfeiçoamento, para realizar os serviços que o Altíssimo delas demandasse.
A Demanda pelo Graal foi realizada então, e as respostas foram alcançadas.
De modo que, chegado o momento crucial da Transição, os Mensageiros estarão preparados e a postos.
Alcançado o Portal, todos deverão ter claro do que são capazes e do que não são.
Ninguém deve pensar que a respostas universais que a Data demanda, ainda não esteja disponível então, porque seria como dizer que não existe a Assistência divina na Terra, e que a Providência terá falhado –coisa esta mais do que inconcebível.
Aliás, é muito positivo que certas Tradições tenham datas definidas para oferecer, a fim de diminuir as incertezas e as dúvidas.

Pois eis que é chegado o Grande Pachakuti – a “Mudança da Terra” dos incas solares, e o Sexto Mundo dos maias-nahuas chegado “sob fogo e terremotos” se anuncia, que é a mesma Sexta raça-raiz dos teósofos a se desdobrar nas Américas.
Pouca gente sabe da importância espiritual que tiveram os eventos acontecimentos no período de 20 anos (ciclo katun maia-nahua) ocorridos nas datas de 1959/61 (Fuga do Dalai Lama do Tibet, Revolução Cubana, Fundação de Brasília e Guerra do Vietnam), centralizado nas datas de 1978-80 (papa João Paulo II, Revolução Islâmica, Morte de John Lennon, Fundação do Partido dos Trabalhadores no Brasil e do Sindicato Solidariedade na Polônia) e encerrado em 1987-9 “pós-Chernobil” (Convergência Harmônica, “Manifestação da Hierarquia”, Nova Constituição Brasileira e Queda do Muro de Berlim). Vale citar ainda:


- A ano de 1960 constitui o fractal do “Fogo Novo” (o ciclo geracional maia-nahua de 52 anos) que antecede o 2012, de modo a preparar a transição para o “Sexto Mundo”.
- As conjunções sinódicas de 20 anos (o ciclo katun é a base do calendário maia-nahua) entre Saturno-Júpiter (e que entre 1842 e 2000 se dão nos signos de Terra) dos anos 61, 80 (e 2000).
- A Morte de Lennon (1980) sucede com a América Latina mergulhada em Ditadura, e este fato em especial desencadeia a Demanda do Santo Graal, de modo que os Anos 80 assistem o ápice do Movimento Alternativo nas Américas, juntamente com o auge da Guerra Fria.
- A chegada dos Anos Noventa traz uma energia “totalmente” nova para o mundo, em função da síntese dos acontecimentos espirituais, ambientais e políticos da década anterior. O forte interesse na literatura de auto-ajuda e na área ambientalista, definem claramente este pequeno renascimento global.

Tudo isto também define a idéia do Fim da Procura como objetivo ou meta, quer dizer: alavancar as energias da Nova Raça. Podemos invocar então, o Plano da Hierarquia de preparação da Humanidade para a Nova Era, organizado pela Loja Branca em três etapas, tendo por base o trabalho de HPB (Helena P. Blavatsky), por meio o trabalho de AAB (Alice A. Bailey, quem revelou a natureza do Plano em sua época), e por culminação o trabalho de LAWS. Perspassando, assim, as três sub-raças sintetizadoras do ciclo racial áryo, tendo em vista a manifestação das Escolas de Iniciação e a Exteriorização da Hierarquia, assim como, numa fase de coroação já relacionada à Nova Raça, a abertura da grande Novidade racial que são as Escolas de Iluminação.

Bailey declarou que estes últimos Ensinamentos (que seriam definitivos, visando conferir um novo Pramantha -cânone- racial fundador), deveriam ser transmitidos através do rádio. Se ele conhecesse a internet na época, talvez fizesse alusão a este recurso de maior alcance. E se algum grande iniciado tivesse acesso a tais revelações finais, diria que, finalmente, a Verdade está sendo apresentada pura e sem véus...
Uma das grandes essências da Mensagem Universal, é o definitivo Chamado a União, no testemunho de superação dos preconceitos e dos separatismos, no ensinamento da necessidade e também das várias formas de integração das pessoas, em favor da mudança do mundo.

Não há como pensar em resolver os nossos próprios problemas, sem pensar em resolver também os problemas do mundo. Qualquer tentativa contrária seria degenerativa e cármica, porque o separatismo desvirtua e gera reações. Não se trata de buscar um “coletivismo” parcializante, mas sim de fugir ao individualismo também ilegítimo, e perseguir daí o equilíbrio fecundo e criativo.
Enfim, seria coisa improdutiva refutar o convite à UNIÃO, quando o mundo necessita tanto de mudanças e novos paradigmas. Uma mensagem que fala acima de tudo de UNIÃO –sem preconceitos-, mereceria no mínimo o respeito e um voto de confiança.
Quem não puder entender agora, seguramente será forçado a ver mais adiante, porque as engrenagens da História não mudam tanto como alguns querem imaginar. A bomba do Tempo está armada sobre as nossas cabeças, e isto é o que realmente importa acima de tudo.
Somente aqueles que encontraram as respostas definitivas para si mesmos (leia-se: a iluminação), podem ajudar a mostrar a saída para todos. Isto sempre foi e sempre será assim, e não há nenhuma outra forma séria de proceder.

O Portal da Iluminação coletiva**

É chegada a hora da humanidade colher os frutos da sua longa evolução.
A mais alta das conquistas humanas, será finalmente acessível a “todos” a partir de 2012, data da entrada “oficial” do Sexto Mundo dos maias-nahuas, a mesma Sexta Raça-raiz dos teósofos.
A “Iluminação Científica” é a Iluminação ocultista, a Quarta Iniciação ou o despertar do quarto Centro, o cardíaco (Anahatha Chakra).
É a suprema realização prometida à humanidade pelas profecias, da “glorificação” do ser e da conquista da eternidade ou da imortalidade d’alma, quando o iniciado passa a irradiar ativamente energia espiritual, revolucionando o seu organismo de uma forma tangível e científica.

O tema “Iluminação” tem sido ventilado há muito, contudo o assunto se tornou uma questão abstrata, como prática acessível apenas às elites e aos mestres, e sujeita a um enfoque menor, reduzida a uma mera experiência da consciência.
Os tratados falam dos sucessivos graus de nirvana, mas aquilo que se deve alcançar agora é a iluminação plena, que não pode ser confundida com insights fugazes, ou obtidos apenas ao nível da consciência, alcançados algumas vezes através da Meditação e até mediante o perigoso recurso das plantas sagradas.
Esta Iluminação ocultista, representa uma realização integral que demanda a participação ativa das três energias humanas, devidamente refinadas: a Física, a Emocional e a Mental.

Tudo isto deve estar em ótimas condições, para se poder resistir ao poderoso impacto da iluminação, na ocasião da ascensão de Serpente de Fogo.
De modo que a verdadeira Iluminação envolve a síntese e a glorificação dos “Três Mundos de Esforços Humanos”, a Tríade inferior já devidamente alinhada através da Iniciação solar, que é a conquista espiritual da raça árya que encerra em 2012, e que deve ser resgatada por cada buscador previamente à nova Iniciação racial.
Estas energias estão relacionadas aos três aspectos da Mônada trina, que devem ser reintegrados na obtenção da Iluminação superior que revela daí esta Jóia eterna.
Os elementos ocultistas relacionados a este processo são Luz, Som e Amor, trabalhados através da Meditação ocultista, nos termos que ensina a Agni Ioga. São também a essência das três correntes da Kundalini. Vejamos então estas correlações:

1. Plano Físico .......... Som ....... Elemento Terra .... Personalidade ... Ida
2. Plano Emocional ... Amor ..... Elemento Água .... Alma ................ Pingala
3. Plano Mental ........ Luz ......... Elemento Ar ....... Espírito ............. Sushumna

Tudo isto se reúne na síntese do novo Elemento, o Fogo, essência da Mônada, levando ao desdobramento da quarta Tríade da Árvore Sefirótica, o AIN trino ou a Mônada oculta, e daí a revelação da nova Árvore da Vida com Doze frutos, de que fala o Apocalipse.
Abrindo inclusive a possibilidade da Iluminação coletiva.
É chegada, pois, a Grande Hora da Humanidade!

* Da obra "O Paraíso é um Lugar entre o Céu e a Terra"
** Da obra "Magia Branca & Teurgia - Oriens et Ocidens"

Nenhum comentário:

Postar um comentário